Governo nega parcelamento de salário dos servidores estaduais: “Fake news”

O secretário estadual de Comunicação, André Curvello, enviou um comunicado oficial à imprensa, nesta terça-feira (20), negando que o Governo da Bahia fará parcelamento do salário dos servidores estaduais.

“Não haverá parcelamento de salário, como alguns sites noticiaram e como algumas pessoas irresponsáveis e oportunistas estão espalhando em grupos de Whatsapp”, garantiu o secretário. “Parece que as pessoas não desceram do palanque, não perceberam que o período eleitoral já acabou e continuam com a prática corrosiva das notícias falsas, que tomaram conta do nosso Brasil e também aqui da Bahia. É preciso esclarecer que isso é uma mentira, isso é uma coisa nefasta, que beira o sórdido. Estamos atentos, vamos combater estas notícias e tomar as devidas providências legais para que os responsáveis por isso sejam identificados e devidamente tratados pela justiça”, afirmou.

O boato sobre o parcelamento do salário dos servidores estaduais começou a circular após o governador Rui Costa conceder uma coletiva de imprensa nesta segunda-feira (19), durante visita às obras de macrodrenagem do Rio Jaguaribe, no bairro de Piatã, em Salvador.

Questionado sobre a nova composição do secretariado, Rui disse que iria se reunir com deputados naquela tarde e precisaria fazer alterações para enfrentar um prolongamento de crise.

Curtiu? Siga o CHAPADA NOTICIA no Facebook e no Twitter.

“Todos nós esperávamos que a crise pudesse ser superada, mas não há sinais no horizonte que haverá reversão há curto prazo. Como fiz no inicio do outro mandato, vamos nos preparar para uma crise ainda prolongada, para que a gente consiga manter o pagamento dos servidores em dia e consiga honrar os compromissos de estado”, disse o governador.

“Para isso, nós devemos enxugar um pouco máquina do estado. Vamos fazer mais ajustes, inclusive, para enfrentar o déficit previdenciário. A Bahia vai fechar esse ano com um déficit na Previdência de 4 bilhões de reais, o que significa que eu estou tirando esse valor da receita, dos impostos que a população paga. Isso está ficando insuportável”, desabafou.

“Se aposentaram 22 mil pessoas em 4 anos. É um recorde absoluto de aposentadoria. Isso nunca aconteceu na história da Bahia. O anúncio de reforma da Previdência deve ter feito as pessoas anteciparem o pedido de aposentadoria. O que já era grave virou dramático. Nesse ritmo não conseguimos manter as contas em pé. É preciso aprovar medidas urgentes para que a Bahia não repita o que aconteceu com 18 estados brasileiros que atrasam salários. Tem gente que até hoje parcela salário do ano passado, a exemplo de Minas Gerais e Rio de Janeiro. A Bahia não quer entrar nessa lista”, afirmou.

www.portaldafolia.com www.portaldabahia.com

Participe do Nosso Grupo no Whatsapp

Curta nossa Pagina no Facebook.

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale conosco