Prefeitura divulga nota de esclarecimento sobre suspeita de Febre Amarela em Itaberaba

Nota de Esclarecimento – Suspeita de Febre Amarela

Na manhã da última terça feira (09) um homem, de 49 anos, deu entrada na UPA 24hs, referindo vômitos, falta de apetite, dores abdominais e icterícia (pele amarelada), aparentando grave deficiência hepática. Ele foi medicado e o médico plantonista prescreveu vários exames, inclusive teste rápido para hepatite, que deu negativo.

Com a hepatite descartada, foi feita analise dos exames laboratoriais, que constataram várias alterações. O exame clinico e o histórico do paciente, sugeriram que havia ali um caso de suspeita de febre amarela. O paciente passou as festas de fim de ano em Itapecerica da Serra, município da Grande São Paulo que vem enfrentando um surto da doença.

A Prefeitura de Itaberaba, através da Secretaria Municipal de Saúde, imediatamente comunicou o Estado, e cumpriu à risca todo o protocolo em casos como esse. O paciente foi encaminhado ao Hospital Couto Maia (em Salvador), referência em doenças infectocontagiosas, e logo uma estratégia de bloqueio e controle da infestação foi traçada no bairro onde o paciente estava.

Logo na manhã de quarta—feira (10), a equipe da Vigilância Epidemiológica esteve de prontidão na Escola Paroquial para ofertar a vacina e os agentes de endemias estiveram de porta em porta dando orientações, verificando possíveis focos, e colocando a substância padrão nas caixas d’agua.

“A vacina está disponível em todos os postos de saúde, estamos ofertando em caráter especial nessa escola (Paroquial) porque foi o bairro que registrou um caso de suspeita, então temos que fazer o bloqueio. O Estado foi notificado, e através da DIVEP – Diretoria de Vigilância Epidemiológica da Bahia – nos garantiu todo o aparato necessário para a ação, doses extras da vacina e enviou o carro fumacê para inibir a propagação do mosquito”, garantiu o Coordenador da Vigilância Epidemiológica Evangledson Macedo.

“A suspeita do diagnostico está em torno de um caso importado, e cumprimos o passo a passo para inibir a propagação. Pedimos a comunidade que fique atenta aos sintomas, mas sem pânico. Nossa cidade não é área de risco para Febre Amarela, o paciente é um turista que veio prestigiar nossa cidade, infelizmente já infectado. As pessoas que já foram vacinadas, estão imunes, não precisam se vacinar novamente. Nesse momento, as doses ofertadas são apenas para quem nunca se vacinou”.

“A Vigilância Epidemiológica cumpre periodicamente os seis ciclos de ações voltadas para coibir a infestação do mosquito, e nesse bairro foram 1.328 casas monitoradas durante o ano. Ofertamos ainda, através da Secretaria de Ação Social, distribuição regular de repelentes para os beneficiários dos programas sociais e gestantes. Mas sabemos também que o clima e a estação do ano em que estamos, são propícias para a reprodução do aedes aegypti, mosquito transmissor, então o trabalho agora é de combate intenso e contamos com a ajuda da população nesse processo, a ação aqui é conjunta: evitar o acumulo de agua parada, de lixo, limpar os quintais e ficar atento aos sintomas”, encerra João Rodrigues, Secretário Municipal de Saúde.

Secom Itaberaba – Ba

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Deixe uma resposta

Fale conosco
%d blogueiros gostam disto: