Lençóis recebe o projeto Escolas Culturais

O Escolas Culturais chega a Lençóis. O lançamento do projeto no município aconteceu nesta sexta-feira (17), no Centro Educacional Renato Pereira Viana. Desenvolvido pela Secretaria da Educação do Estado, a iniciativa visa promover o protagonismo estudantil, além de reconhecer e requalificar a escola como um espaço de circulação e produção da diversidade cultural do Território de Identidade onde está inserida. Apresentações artísticas (música, teatro, dança, poesia e audiovisual), marcaram o evento na cidade. Como acontece nas 85 escolas onde o projeto está sendo implantado, a unidade escolar de Lençóis passa a contar com um coordenador cultural, além de ações de requalificação e aquisição de novos equipamentos para projeção de audiovisual, apresentações artísticas e internet banda larga, visando a criação de programas de rádio e ações de estímulo ao empreendedorismo.

Formado por crianças e jovens da Associação de Capoeira Corda Bamba de Lençóis, o grupo de maculelê abriu a programação do evento. Já o grupo de dança Recriart, do Centro Educacional Renato Pereira Viana, se apresentou com uma coreografia da música “Secret Love Song”. A integrante do quarteto, Iana Martins, 20, 3º ano, falou da emoção de se apresentar no evento. “Descobri meu talento para a dança em uma apresentação da disciplina de Inglês e estou muito contente de poder mostrar o nosso trabalho em um evento tão especial como este”.

Raio Ferrabras, 18, 3º ano, por sua vez, soltou a voz no rap de sua autoria “Parafina”. “Eu canto desde os 12 anos e componho desde os 15. Para mim, é uma satisfação poder mostrar a minha arte através deste estilo musical. Portanto, o Escolas Culturais é essencial para os estudantes e a escola, sem isso não faz o menor sentido”, comentou. Além das apresentações, o público conferiu a exposição de quadros com pinturas desenvolvidas pelos estudantes para o projeto Artes Visuais Estudantis (AVE).

O secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, presente ao evento, falou sobre a importância do projeto. “As Escolas Culturais já existiam, pois temos a prática de cultura em cada Território. O que faltava muito era um olhar mais criterioso para a gente ir ligando as diversas experiências, juntando os órgãos que a gente tem em cada local, fazendo o envolvimento, trazendo as instituições, criando um pouco dessa química e mistura aqui em Lençóis, principalmente, que virou uma cidade turística por conta exatamente da sua cultura. Portanto, não podemos perder isso de vista e, também, trabalhar no eixo pedagógico”.

Sobre o Escolas Culturais

Implementado em 85 escolas públicas da rede estadual de ensino e em 27 territórios de identidade da Bahia, em uma parceria com o Instituto de Ação Social Pela Música (IASPM) e os Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia (NEOJIBÁ), o projeto Escolas Culturais visa aproximar os estudantes das expressões artísticas através de aprendizados em oficinas do universo literário, dança, música e audiovisual. O secretário Walter Pinheiro explica que, com o processo pedagógico dinâmico, o protagonismo dos estudantes para o desenvolvimento de atividades culturais é incentivado, promovendo uma integração entre a escola e a comunidade para a valorização da cultura no ambiente educacional. As escolas que recebem o projeto, conforme o gestor, estão sendo requalificadas para o desenvolvimento de ações pedagógicas voltadas para a dança, a música, a literatura e a inovação, bem como para o audiovisual e o empreendedorismo.

O projeto Escolas Culturais é resultado de parceria entre as Secretarias da Educação (SEC), de Cultura (SECULT), de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) e Casa Civil.

www.portaldafolia.com www.portaldabahia.com

Participe do Nosso Grupo no Whatsapp

  Siga o Chapada Noticias no Twitter, Instagram e Facebook e fique por dentro de todas as novidades.

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Deixe uma resposta

Fale conosco
%d blogueiros gostam disto: