Itaberaba alcança a marca de 11 mil pessoas vacinadas em 4 dias de atividades

O caso de febre amarela importado de São Paulo e identificado em Itaberaba foi noticiado no país inteiro. O motivo da notoriedade é a raridade da situação: desde o ano de 2000 que não se registra uma morte por febre amarela no Nordeste.

Realmente, a febre amarela não é muito comum por aqui. Mas Itaberaba já enfrentou um surto grave de zica anteriormente e, talvez isso, tenha preparado a saúde pública municipal para esse momento. A prova é que até agora nenhuma outra suspeita foi registrada, e, em apenas 4 dias de ações intensivas, 11 mil pessoas já foram vacinadas.

A estratégia continua, agora com o Ginásio de Esportes aberto à vacinação, o Expresso Saúde continua o cronograma na zona rural, agora também com vacina, e a Dires Itaberaba (Diretoria Regional de Saúde) também mantém um posto de vacinação. No total, 15 salas de vacinação permanecem à disposição da comunidade.

O reforço do fumacê já está na cidade e o cronograma definido para circular nos bairros no início da noite. As aplicações pontuais de larvicidas nas caixas d’água e a borrifação, também continuam. A Secretaria de Ação Social, que distribui regularmente repelentes para gestantes e beneficiários do Bolsa Família, disponibilizou 2.500 unidades do produto para todos os inscritos no CadÚnico que tenham interesse ou algum impedimento para tomar a vacina. A ideia é lançar mão de todos os recursos para alcançar a população.

Hoje à tarde, o prefeito Ricardo, a vice Maria José, o Secretário de Saúde João Rodrigues e a secretária de Comunicação Ana Fabricia de Mattos estiveram no velório em solidariedade aos familiares da vítima da febre amarela. “Ele era um homem forte. É difícil aceitar que um mosquito tenha feito isso com ele”, lamentou o prefeito.

“Para que o mosquito não faça mais vítimas, agora cabe cada um fazer sua parte. Sei que o discurso parece repetitivo, mas infelizmente é o que devemos fazer, conscientizar que cada um tem um papel de muita importância nesse processo”, reforçou Rodrigues.

+CLIQUE AQUI e leia mais notícias sobre ; Vagas de Emprego & Concursos Festas & Eventos
Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o nosso whatsapp (75)9 9951-9632

A meta da Secretaria de Saúde é abranger a vacinação do público alvo – 40 mil pessoas – em 15 dias. O Estado garantiu todas as doses e materiais necessários para essa efetividade, e um verdadeiro exército de 200 pessoas, entre agentes de endemias, outros servidores da saúde, do Estado e secretarias relacionadas está trabalhando com foco no combate ao mosquito.

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *