HGI passa por reestruturação e recebe novos aparelhos

O Governo Cidade de Todos tem reforçado a cada dia o seu compromisso com a construção da Itaberaba que todos sonhamos. Desta vez está reestruturando totalmente o Hospital Geral de Itaberaba (HGI) que já recebe nova pintura e reparos em toda a estrutura, além da instalação de novos equipamentos nos centros cirúrgicos e da ampliação da ala de obstetrícia com a criação de mais 12 leitos.

Toda a estrutura do HGI está passando por trabalhos de reforma e reestruturação física, externa e internamente, com o objetivo de garantir mais conforto e segurança aos usuários do serviço, o que inclui, ainda, a pintura de toda a estrutura e adaptação dos espaços para proporcionar mais qualidade no atendimento aos pacientes.

Para João Rodrigues Jr, secretário Municipal da Saúde, o objetivo da restruturação é garantir acesso à saúde pública de qualidade, tanto aos itaberabenses quanto aos moradores de toda a região, que buscam serviços de saúde em nossa cidade.

“A proposta é reestruturar totalmente o Hospital, equipando os centros cirúrgicos e ampliando ala de obstetrícia com mais doze leitos em duas novas enfermarias para atender a um número maior de parturientes, não só da região de Itaberaba como da região de Seabra também”, disse o secretário.

Dois novos equipamentos foram instalados e já estão em pleno funcionamento. Um deles é o novo Foco Cirúrgico de Teto, sistema ajustável, com led indicativo subdividido em oito estágios, promovendo a iluminação adequada à necessidade da técnica cirúrgica empregada.

O novo equipamento, instalado no HGI possui controle de intensidade luminosa e temperatura de cor. Além disso, possui luz especial para vídeo cirurgia. Desenvolvido para cirurgias de pequeno, médio e grande porte, o equipamento permite o seu posicionamento de acordo com a necessidade de cada procedimento.

Além do novo Foco Cirúrgico, o HGI passa a contar, também, com mais um Aparelho ou Carro de Anestesia que é um equipamento fundamental para procedimentos de alta complexidade que exigem anestesia geral no paciente. Segundo o médico anestesista, dr. Eudes Ferreira, que atende no HGI, “esse equipamento é de fundamental importância. Sem ele, nenhum centro cirúrgico pode funcionar”, afirma o médico.

O equipamento tem por finalidade viabilizar e facilitar o processo de anestesia geral inalatória, sendo provido de um vaporizador universal, um filtro valvular, um ventilador pneumático, além de um misturador de oxigênio e óxido nitroso, um fluxômetro de oxigênio e um aspirador de oxigênio.

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Deixe uma resposta

Fale conosco
%d blogueiros gostam disto: