UFBA terá cotas de 30% para negros na pós-graduação e vaga para trans

Os cursos de pós-graduação stricto sensu da Universidade Federal da Bahia (doutorado e mestrados acadêmicos e profissionais) adotarão o sistema de cotas a partir do período 2017.2.

Segundo informações divulgadas pela instituição na quinta-feira (12), serão reservadas, no mínimo, 30% das vagas ofertadas para candidatos negros (pretos e pardos) e uma vaga a mais em relação ao total ofertado nos cursos para candidatos enquadrados em cada uma das categorias de quilombolas, indígenas, pessoas com deficiência e trans (transgêneros, transexuais e travestis).

Em nota, a UFBA informou que o sistema de reserva de vagas foi aprovado pelo Conselho Acadêmico de Ensino (CAE), e já começará a valer para as seleções do segundo semestre de 2017. Conforme a universidade, a medida tem o objetivo de aumentar a participação dos grupos contemplados na comunidade acadêmica.

O sistema de cotas para os cursos de graduação da UFBA entrou em vigor no ano de 2014, quando foi publicado o primeiro edital de ingresso com a política de ação afirmativa. São reservadas 50% das vagas oferecidas para oriundos de famílias com renda igual ou inferior a 1,5 salário-mínimo, e que se autodeclaram pretos, pardos e indígenas.

Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o nosso whatsapp (75)9 9951-9632
+CLIQUE AQUI e leia mais notícias sobre ; Vagas de Emprego & Concursos Festas & Eventos

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *