Marina Silva adia planos para novo partido

Com um capital eleitoral de 20 milhões de votos, conquistados na eleição presidencial de 2010, a ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva pretende deixar para 2013 a discussão sobre a criação de um novo partido. Marina deixou o PV no ano passado e disse, em conversas com parlamentares, que vai aguardar o fim destas eleições para avaliar melhor a questão. A decisão tem causado preocupação entre seus aliados, que temem o risco de a legenda não ser criada a tempo de concorrer em 2014. Nas últimas semanas, deputados e senadores de PV, PT, PDT, PSOL, PSDB e PPS procuraram aliados de Marina para ajudar na fundação da sigla. Para concorrer, o novo partido precisa reunir, no mínimo, 482 mil assinaturas de apoio e ter seu pedido deferido pela Justiça Eleitoral até outubro de 2013. Recentemente o PSD, criado por Gilberto Kassab, levou oito meses para cumprir os requisitos exigidos pela legislação eleitoral. Com informações de O Globo.

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Fale conosco
%d blogueiros gostam disto: