Médico é afastado de hospital após chamar enfermeiras de ‘raparigas’ na BA; ele se retrata e diz prezar por respeito

Um médico foi suspenso das atividades do Hospital Regional de Irecê, no norte da Bahia, após um vídeo feito por ele ter viralizado nas redes sociais.

Na publicação, o médico parabeniza os profissionais de enfermagem pelo dia da categoria e faz uma ressalva ao afirmar que mensagem seria só para as “raparigas”. “Alô galera da enfermagem, parabéns pelo seu dia. Mas só as raparigas. As mulheres direitas não quero não […]. Parabéns as raparigas da enfermagem. Só as raparigas”.

O médico pediu desculpas à categoria e, por meio de nota, falou que o vídeo viralizado tomou um sentido completamente diverso do proposto, já que a gravação em tom de brincadeira teria sido destinada a um grupo de amigos. [Veja trechos da nota ao longo da reportagem]

O Dia da Enfermagem foi celebrado no dia 12 de maio. Logo após o vídeo ter viralizado, o médico foi alvo de críticas de profissionais da categoria. O Sindicato dos Enfermeiros do Estado da Bahia (SEEB) chegou a divulgar nota repudiando o vídeo.

“Em uma sociedade patriarcal e machista como a nossa, estas brincadeiras contribuem para a manutenção da violência contra as mulheres. Ao referir-se a uma parte das mulheres do campo em enfermagem como ‘raparigas’, este médico reforça o sexismo e todo um sistema de relações de gênero que subjuga as mulheres”, disse a nota.

Três dias após o vídeo ter viralizado, o médico Danilo Dourado Bezerra divulgou uma carta pública de retratação. Inicialmente, ele explicou as circunstâncias da gravação do vídeo.

“Em um momento de descontração, gravei e enviei para um grupo de enfermeiros e técnicos que trabalham comigo há mais de dois anos e que tenho intimidade semelhante a membros de minha família, um vídeo parabenizando-os em tom jocoso, mas que compartilhado com pessoas que não integram o grupo de colegas de trabalho tomou um sentido completamente diverso do proposto, tendo alguns profissionais de enfermagem se sentido ofendidos”.

Na nota, Danilo Bezerra ainda destacou que, ao longo dos sete anos de carreira, sempre prezou pelo respeito a toda comunidade hospitalar e pediu desculpas.

“Sou testemunha da forma digna e respeitável com que profissionais de enfermagem desempenham seu papel, e ainda que em absoluto tenha promovido qualquer ofensa, emito esta nota de retratação a fim de afirmar meu carinho e admiração pelos enfermeiros e lamentar por eventuais dessabores que o vídeo postado possa ter causado”.

Por conta do vídeo, o médico foi afastado das atividades por um prazo de 30 dias úteis, até que a conduta do profissional seja avaliada em um processo interno de apuração.

Em nota, a unidade médica disse que “reitera seu mais absoluto repúdio a qualquer atitude que ofenda a dignidade humana, em especial, a uma das categorias que representam o coração de uma unidade de saúde e que reúne hoje, somente em nosso complexo hospitalar, mais de 300 profissionais de Enfermagem dedicados à nobre missão de salvaguardar vidas”.

www.portaldafolia.com www.portaldabahia.com

Participe do Nosso Grupo no Whatsapp

  Clique aqui para acompanhe nossa Transmissões ao vivo na página no Facebook.

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Deixe uma resposta

Fale conosco
%d blogueiros gostam disto: