Universidade aberta a terceira idade em seabra inova em projeto de contação de história

A UATI  :Universidade Aberta a Terceira Idade, abre suas portas nessa quarta feira dia 25  de Outubro para o novo projeto de narrativa de histórias folclóricas. Considerada referência para a terceira idade na região, a UATI conta hoje com cinco oficinas: Inglês, informática, crochê, yoga e leitura.

Uma das novidades da edição de 2017 é dar oportunidade a essas pessoas de rememorar e  trazer visibilidade às suas próprias histórias, numa interação contínua com o  folclore regional que permite o resgate de suas raízes. Rememorar para cada participante da UATI tem uma singularidade, para D. Bete, 85 anos:

“É trazer aquilo que está guardado dentro de nós, é  manter o pensamento positivo em relação ao que nos cerca”. D. Bete está na UATI há três anos e afirma que a participação nas oficinas  amplia sua percepção entorno da realidade em que vive.

Fundada desde 2013 a UATI em Seabra objetiva romper com as considerações errôneas a respeito do envelhecimento como um estado patológico que leva a sua estigmatização, o projeto desenvolvido incentiva assim ao protagonismo social do idoso  e desmistifica as ideias de imobilidade relativas á terceira idade, que são construídas culturalmente.

Em quatro anos as organizadoras da UATI já percebem um progresso notório na forma dessas beneficiárias lidarem com o seu bem estar e as relações interpessoais. A concretização do projeto se dar através de roda de discussões em mesa redonda, que abordam temáticas concernentes á realidade regional, somadas ás histórias pessoais centralizadas no convívio entre gerações, possibilita assim o fortalecimento das relações afetivas e duradouras.

 

Evento: O Folclore e a nossa história

Data: 25 de Outubro

Horário: 13:30 ás 17:00

Local: Universidade do Estado da Bahia, rua Padre Justiniano Costa, 461, Boa Vista.

Por :Maiudes Anjos Cruz,graduanda de comunicação Social/jornalismo em multimeios  campus XXlll  Seabra-Ba

 

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

%d blogueiros gostam disto: