MPT pede indenização de R$ 4 mi à mineradora após mortes em Jacobina

O Ministério Público do Trabalho (MPT) na Bahia pediu que a Justiça do Trabalho conceda liminar para obrigar a Jacobina Mineração Ltda. a adotar imediatamente procedimentos que garantam a segurança e a saúde dos trabalhadores. A solicitação foi feita após a morte de dois funcionários na quarta-feira (6), em uma mina de ouro da empresa, explorada pela canadense Yamana Gold, em Jacobina. Como forma de indenizar a sociedade pelos danos morais coletivos, o MPT solicita que a empresa pague R$4 milhões. Procuradores do MPT e advogados da empresa estiveram na vara do trabalho do município para a primeira audiência da ação civil pública movida por causa da falta de segurança na mina. “Estamos investigando a Jacobina Mineração desde 2008 e de lá para cá identificamos uma série de irregularidades relativas ao meio ambiente de trabalho, que expõem claramente os funcionários a acidentes e a danos à sua saúde. Por isso ajuizamos a ação civil pública”, explicou a procuradora Vanessa Gil Rodrigues. O juiz Milton Deiró de Mello Júnior, no entanto, ainda não se pronunciou. Na ação, a procuradoria solicitou o cumprimento de 102 itens de segurança previstos em lei, que eram negligenciadas pela empresa, conforme inspeções realizadas por auditores do trabalho, sob pena de multa diária por cada item descumprido. Uma nova audiência do caso já está agendada para o próximo dia 3.
www.portaldafolia.com www.portaldabahia.com

Participe do Nosso Grupo no Whatsapp

  Siga o Chapada Noticias no Twitter, Instagram e Facebook e fique por dentro de todas as novidades.

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Fale conosco
%d blogueiros gostam disto: