Turismo étnico quilombola é discutido na Chapada Diamantina

PARTICIPE DO NOSSO GRUPO NO WHATSAPP

Instrumentos que contribuam para o desenvolvimento do turismo étnico quilombola estão sendo discutidos pela Secretaria do Turismo do Estado (Setur), no município de Jacobina, na Chapada Diamantina, em evento iniciado nesta terça-feira (4). A ação beneficia 15 cidades da região da Chapada Norte, com destaque para Jacobina, Mirangaba, Miguel Calmon, Saúde, Caém e Pindobaçu.

 

Mais de 100 empresários e trabalhadores do setor de turismo, artesãos, moradores de comunidades quilombolas, capoeiristas e representantes de manifestações culturais participam do encontro para a elaboração, até esta quarta (5), de um diagnóstico turístico da região. Das discussões surge a identificação de atrativos turísticos e culturais, focando no desenvolvimento de atividades nos 14 quilombos da região, de forma associada ao ecoturismo e turismo de aventura, por exemplo. O próximo passo será a roteirização da Chapada Norte.

Qualificação

Nesta quarta haverá a realização de dois cursos, com duração de quatro horas cada, ministrados por técnicos da Setur, no Centro Cultural da Missão. O primeiro vai oferecer noções conceituais de turismo, como definições, diferenciação entre turismo interno e externo, datas comemorativas dedicadas ao setor, dentre outros.

A segunda temática trata da relação entre turismo e cidadania, com a abordagem do código de ética internacional para o turismo; desenvolvimento sustentável; obrigações dos agentes de desenvolvimento turístico e turismo como instrumento de desenvolvimento pessoal e coletivo. Os estatutos da Criança e do Adolescente e do Idoso, além da Lei Maria da Penha integram o contexto do curso no item cidadania.

Fonte: Ascom/Secretaria do Turismo do Estado (Setur)

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: