PRESOS REBELADOS EXIGEM APRESENÇA DE UM JUIZ, PROMOTOR E UMA EMISSORA DE TV EM IPIRÁ

Um forte aparato policial cerca toda área do Complexo Policial de Ipirá, onde até então, continua o impasse entre os amotinados da carceragem da delegacia, onde os presos mantem o carcereiro Roseval Pereira ” Farracho”, de 52 anos como refém. O motim começou nas primeiras horas da manhã desta segunda-feira (13) quando os presos seguiam para o tradicional banho de sol.

Segundo informações os presos teriam colocado fogo em alguns papéis e colchões como forma de protesto. Uma das reivindicações seria a transferência de alguns detentos para outras cidades. Há pouco tempo, duas tentativas de fuga foram contidas através da ação rápida das Policias Civil e Militar. Nestas tentativas de fuga os policiais apreenderam drogas e armas brancas no interior da carceragem, e intensificaram a revista aos visitantes, evitando que armas e drogas chegassem aos detentos.

Os delegados Caryl Oliveira e Adolfo, Coordenador Territorial da Polícia Civil da cidade de Itaberaba se encontra no Complexo Policial de Ipirá tentando negociar o fim da rebelião. Na área da delegacia encontram se um ambulância com enfermeiros, uma viatura da Rodesp Chapada, duas viaturas da Polícia Militar da 98ª CIPM, , além de uma guarnição do COE. O amotinados estão exigindo a presença de um juiz, promotor e de uma emissora de TV.

No local há muita expectativa e apreensão por parte de curiosos e familiares dos presos que se aglomeram com uma certa distância do complexo policial que se encontra isolado.

Caboronga Notícias

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *